elegant 1960 style man with hat expression set

3 regras fundamentais para a interpretação corporal

 
Atualmente muita gente sabe que é possível interpretar as atitudes de alguém por meio de seus gestos e posturas. Segundo pesquisa realizada pelo Allan Pease (um dos mais conhecidos especialistas em linguagem corporal) e os inúmeros outros estudos que foram feitos em seguida mostram que, cara a cara, o impacto que a sua mensagem produz no ouvinte se compõe da seguinte maneira:

Palavras: 7% – 10% do impacto total
Voz :20% – 20% do impacto total
Linguagem corporal: 60% – 80% do impacto total

Nunca tente interpretar um gesto isoladamente. Por exemplo, dependendo dos outros gestos que o acompanharem, o ato de de coçar a cabeça pode significar inúmeras coisas – caspa, piolho, suor, incerteza, esquecimento ou mentira. Para uma interpretação correta, procure analisar grupos formados por pelo menos três gestos.
 
Um exemplo típico de avaliação crítica são: – braço cruzado sobre o corpo, mão apoiada no rosto, polegar sustentando o queixo, pernas cruzadas e sobrancelhas franzidas.
 
Nunca tente interpretar um gesto isolado – talvez seja apenas uma coceira do nariz.
 

Regra 2 – Leve o contexto em consideração

Os grupos gestuais devem ser avaliados nos contextos em que ocorrem, Se, por exemplo, você vê uma pessoa sentada num ponto de ônibus com as pernas e os braços firmemente cruzados e o queixo para baixo, num dia frio, isso pode significar que ela está com frio, e não na defensiva. 

No entanto, se a pessoa exibir os mesmos gestos enquanto você sentado em frente a ela, tenta lhe vender uma ideia, eles podes significar que, em relação àquela situação, ela provavelmente está em posição negativa ou na defensiva.
 

Regra 3 – Reconheça as diferenças culturais

Um gesto que possui um significado num determinado país pode ter um significado bem diferente em outro lugar. Por exemplo, o gesto de unir o polegar e o identificador e erguer os outros dedos é reconhecido como um sinal de "ok" ou "ótimo". O significado de "ok" é agora comum em todos os países que transmitem programas de televisão ocidentais e, embora esteja se espalhando rapidamente pelo resto do mundo, em outros lugares esse sinal tem origens e significados "zero" ou "nada"; no Japão, quer dizer "dinheiro" e, em alguns países do Mediterrâneo, é uma ofensa.

A maioria dos gestos básicos da linguagem corporal significa o mesmo em todos os lugares. Quando as pessoas estão felizes, elas sorriem; quando estão tristes ou zangadas, elas franzem a testa ou contraem o rosto. Mexer a cabeça para cima e para baixo é quase universalmente usado para indicar que "sim" ou aprovação e, como já foi mencionado, esse gesto é uma forma de mensurar. O ato de sorrir é provavelmente congênito, já que os deficientes visuais também sorriem, apesar de jamais terem visto esse gesto para poder imitá-lo.
 
Aprenda mais sobre interpretação corporal:

Como interpretar a linguagem corporal
Como fazer a leitura dos sinais corporais

Comentários do Facebook