Como saber se alguém te ama de verdade

Existem muitas definições do o que é o amor. Há quem diga que o amor e o ódio são dois lados da mesma moeda, e não há muita diferença, pois o amor pode se transformar em ódio e o ódio pode se transformar em amor. Há quem diga que o amor é tudo que existe, e ainda existem aqueles que acreditam que o único amor que existe é o amor de mãe, assim como aqueles que infelizmente não acreditam no amor. 
 
Mas de todas as definições, a que mais me chamou atenção e que jamais me esquecerei, foi aquela que li no livro O Monge e o executivo, que dizia: "O amor é o que o amor faz". É incrível como essa pequena frase diz tudo por si só. No vídeo abaixo o P. Fabio explica justamente o significado de amar verdadeiramente, onde ele separa o amor da utilidade, confira:
 

Caso não consiga ver o vídeo, segue o texto na integra:
 
A utilidade é uma coisa muito cansativa. Você ter utilidade pra alguém é uma coisa muito cansativa. Está certo, realiza, humanamente falando é interessante você saber fazer as coisas, mas eu acredito que a utilidade é um território muito perigoso. Porque muitas vezes a gente acha que outro gosta da gente, mas não, ele tá é interessado é naquilo que a gente faz por ele.
 
A velhice é este tempo em que passa a utilidade e aí fica só o seu significado como pessoa. Pois nesse tempo temos a oportunidade de saber quem nos ama de verdade, pois só vai ficar do nosso lado até o fim aquele que, depois da nossa "utilidade", descobrir o nosso significado.
 
Se quer saber se uma pessoa te ama de verdade, é só identificar se ela seria capaz de tolerar a sua inutilidade. Quer saber se você ama alguém de verdade? Pergunte a si mesmo: "Quem nesta vida pode ficar 'inútil' para mim, sem que eu sinta o desejo de jogá-lo fora?"
 
Só o amor nos dá condição de cuidar do outro até fim. Feliz aquele que tem, ao final da vida, a graça de ser olhado nos olhos e ouvir a fala que diz: "Você 'não serve para nada', mas eu não sei viver sem você.


Comentários do Facebook

3 Comentários


  1. josiele fortunato

    8 de março de 2015 em 19:27

    O amor é uma palavra que de difícil definição. Li num livro que o amor é o desejo de realização de algo, não permitindo coisas prontas. O que é meio contraditório nos dias de hj , onde o instantâneo é exaltado, talvez por isso temos visto tão pouca expressão verdadeira desse sentimento.
    Depois dá uma olhada no meu Blog
    http://meumundobloge.blogspot.com.br/

    Responder

  2. Anônimo

    30 de abril de 2015 em 05:24

    A cada momento de textos que leio aqui tenho novas reflexões. e nesta eu acredito que o amor é somente um sentimento que o nosso cérebro desperta em querer conhecer alguém, ou porque em algumas convivências diárias com algo ou uma pessoa. o que vem depois é o sentimento real de o que sua mente desejava de alguém em seu aspectos. por exemplo se alguém foi criado com uma educação de que a pessoa ideal para sua vida é uma pessoa calma, honesta, etc, e outra com a educação que o ideal seja uma pessoa que gosta de balada, gosta de beber, não é calmo, certo que os se inverte a ordem não vai gerar nenhum sentimento e possa ser que sinta amor se ao menos um aspecto ideal para ela teja na outra e acredito que futuramente seu sentimento de amor acabe pelo fato de que a pessoa não tenha os aspectos suficientes para continuar o sentimento por conhecer melhor no convívio diário. então é isso somente um sentimento pelo qual é do seu gosto e acaba por descobrir que não é o suficiente para manter o sentimento de amor! : )

    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Os campos obrigatórios estão assinalados por um asterisco. *